O site da GeniusyMeios usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
Fechar
Mosaico

Placido Domingo memorável

Uma noite de sonho com Plácido Domingo a homenagear a Renascença pelos 80 anos.

Placido Domingo subiu ao palco para cantar grandes árias da ópera, mas também zarzuelas e operetas e surpreendeu com alguns temas portugueses. A seu lado estiveram Davinia Rodriguez, uma soprano de renome no panorama do canto lírico internacional, que atuou pela primeira vez em Portugal e Rita Marques, uma jovem soprano portuguesa do Centre de Perfeccionament Placido Domingo, em Valência. O concerto contou ainda com a participação especial da fadista Katia Guerreiro, uma das mais importantes representantes do Fado em todo o mundo.

Em anterior entrevista à Renascença, Placido Domingo já tinha manifestado o seu entusiasmo por voltar a Portugal, afirmando: “será com grande alegria que encontrarei este público magnífico”… e o público correspondeu, com milhares de pessoas a aplaudir efusivamente este que é um dos melhores e mais influentes cantores de ópera da história mundial, já premiado com 12 Grammys Awards, incluindo três Grammys latinos.

A acompanhá-lo, neste concerto integrado nas comemorações dos 80 anos da Renascença, Placido Domingo contou com a presença da Orquestra Sinfonietta de Lisboa, de 65 elementos, num espetáculo com duas partes distintas. Na primeira, totalmente dedicada à ópera, foram interpretadas várias árias de óperas famosas, nomeadamente de Verdi, como foram o caso de “Macbeth”, “Don Carlo” e “La Traviata”, ou a “A Flauta Mágica” de Mozart.

Na segunda, já dedicada a outros géneros musicais, foram interpretados temas de Lehár, Rodgers, Moreno T., sendo de destacar o momento em que Placido Domingo e Katia Guerreiro cantaram em dueto o tema “Coimbra”, que muito emocionou o público.

Nos encores houve ainda oportunidade para ouvir temas bem diversos e bem conhecidos de todos, como foi o caso de “Besame mucho”, que ficará para sempre imortalizados na voz de Placido Domingo.

Também inesquecível foi o momento em que o tenor partilhou o palco com Katia Guerreiro para cantar o Fado “Foi Deus” e, no final, o momento apoteótico em que os intérpretes cantaram “Non ti scordar di me”, do compositor De Curtis.

Esta foi mais uma grande noite para aquela que é a grande história da Renascença!

Galeria

Placido Domingo nos 80 anos da Renascença
Placido Domingo nos 80 anos da Renascença
Placido Domingo nos 80 anos da Renascença
Placido Domingo nos 80 anos da Renascença
Placido Domingo nos 80 anos da Renascença
Placido Domingo nos 80 anos da Renascença
Placido Domingo nos 80 anos da Renascença
Placido Domingo nos 80 anos da Renascença
Placido Domingo nos 80 anos da Renascença
Placido Domingo nos 80 anos da Renascença

© 2016 Genius y Meios. Todos os direitos reservados.
Site optimizado para as versões do Internet Explorer iguais ou superiores a 9, Google Chrome e Firefox