O site da GeniusyMeios usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
Andrea Bocelli cantou os parabéns à Renascença
Foi uma noite memorável a que assinalou o início das comemorações dos 80 anos da Renascença. Ao palco do MEO Arena, completamente esgotado, subiram Andrea Bocelli e Ana Moura, num dueto inédito.

Esta foi uma oportunidade irrepetível para assistir à interpretação do tenor que conseguiu pôr o belcanto nas bocas do mundo. Andrea Bocelli e Ana Moura foram acompanhados pela Orquestra Sinfonietta de Lisboa, com 70 músicos, e o coro Ricercare, de 60 elementos.

Na primeira parte, o tenor cantou árias de óperas como Intanto, Amici Qua, da Ópera Cavalleria Rusticana, La Donna è mobile de Rigoletto e peças como Ave Maria de Schubert.

Na segunda parte marcaram presença os maiores sucessos de Andrea Bocelli e temas do seu último álbum: Cinema. Músicas como Maria de Bernstein, Funiculí Funiculá ou Be My Love.

Para a história ficará sem dúvida a interpretação de Ana Moura de Over the Rainbow e o momento em que ambos subiram ao placo para interpretar Besame mucho.

O entusiasmo do público não deixou indiferente Andrea Bocelli, que voltou ao palco para um encore de interpretações memoráveis de Con te Partirò e Nessun Dorma.

Para celebrar com a Renascença muitas foram as individualidades que estiveram presentes. O Cardeal Patriarca de Lisboa, D. Manuel Clemente, que dirigiu umas palavras de felicitação à Renascença no início do espectáculo, o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e o Presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues, os antigos Presidentes da República, General Ramalho Eanes, Dr. Jorge Sampaio e Professor Aníbal Cavaco Silva, o Núncio Apostólico D. Rino Passigato, o Presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina, o Ministro da Cultura, Luís Filipe de Castro Mendes e muitas outras personalidades.

Ao lado de D. Manuel Clemente, muitos foram os Bispos portugueses que assistiram ao concerto comemorativo dos 80 anos da Renascença, nomeadamente o Arcebispo de Braga, D. Jorge Ortiga e o Bispo do Porto, D. António Francisco dos Santos.

Nas palavras do Cardeal Patriarca de Lisboa: “Celebrar os 80 anos da Renascença significa uma vida. A Renascença marca várias etapas da minha vida – uma companhia. Falar da Renascença é falar da vida de muita gente em Portugal, da Igreja em Portugal e também de uma grande garantia de futuro porque ela continua muito jovem e muito fresca”.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa declarou: “Devo muito à Renascença, desde a minha infância. Estou cá pessoalmente, mas também como Presidente da República, para agradecer o papel fundamental da Renascença. 80 anos com muita vitalidade, que mais parecem 8”.

Para o Presidente do Conselho de Gerência do Grupo Renascença Multimédia, Padre Américo Aguiar, “a arte e de um modo especial a música têm sempre o especial condão de nos elevar… fomos todos elevados à comunhão com todos os que, nestes 80 anos, fundaram, fizeram e fazem a Renascença todos os dias. Obrigado a todos os presentes na pessoa do Senhor Presidente da República e um obrigado muito especial a Andrea Bocelli e a todos os músicos. Venha o centenário! Que Deus continue a abençoar-nos.”
Separador informação
Separador fotos